A Índia é para nós brasileiros um lugar distante, incrível e exótico, com uma enorme população que têm na religiosidade e no misticismo a base de sua vida. Uma terra onde quatro grandes religiões se originaram e outras tantas chegaram ao longo dos séculos. Um país de contrastes que tem 23 línguas oficiais (inclusive o português) e mais de uma centena de dialetos.

Foram duas viagens à Índia, a primeira em setembro de 2015 com o amigo Rafael Barata e a segunda entre setembro e outubro de 2016, dessa vez sozinho. Durante essas viagens, Rômulo conheceu diversos estados indianos, as montanhas do Himalaia na divisa com o Tibete e o Paquistão, as passagens de montanha mais altas do mundo, em Ladakh, algumas das estradas mais perigosas do mundo, na Caxemira, diversos templos, fortes e o Taj Mahal.